Cinco anos de Baep na RMVale

Por Eduardo Stanelis e Mara Thaís Ribeiro

                 O 3º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (3º BAEP) foi criado em agosto de 2014 para incrementar ações de polícia nos 39 municípios da região do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte.

                    O BAEP realiza algumas modalidades especiais de policiamento, que complementam a ação dos demais batalhões da PM, como  operações especiais de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública, ações de controle de distúrbios civis (ações de choque), ações com o canil e com o policiamento montado (cavalaria), ações antiterrorismo e supletivamente ainda atuam no policiamento ostensivo. 

                  Essas Ações Especiais de Polícia são ações que, pela complexidade, criticidade e ou grau de risco elevados, precisam ser realizadas por equipe especializada, com preparação diferenciada, perfil psicológico adequado e equipamentos especiais.

                  O trabalho do BAEP se baseia fundamentalmente em operações dirigidas pela inteligência policial e na atuação cirúrgica nas áreas mais criticas das cidades, onde as chances de confronto com o crime organizado são maiores.

                  Graças ao seu treinamento especial os policiais do BAEP são preparados para reduzir ao máximo os riscos de confrontos com os criminosos, além dos riscos às pessoas inocentes que estejam no local.

                  O 3º BAEP tem realizado com grande eficácia o enfrentamento ao crime, juntamente com os demais batalhões da região. Nestes 5 anos de existência foram mais de 3.160 prisões realizadas, aproximadamente 800 armas de fogo apreendidas e mais de 5 toneladas de drogas retiradas de circulação. 

                  Com um efetivo que representa 5% de toda força de trabalho do Comando de Policiamento do Interior-1 (CPI-1), o 3º BAEP vem demonstrando números expressivos de produtividade quando comparados ao total dos demais BAEPs do Estado.

                  Em 2014 foi responsável por 87% das drogas apreendidas no CPI-1. Em 2015 atingiu a marca de 42% de todas as armas de fogo apreendidas na RM Vale, e ao logo dos anos continuou a manter os altos números de produtividade.

                   Desde sua criação, em agosto de 2014, até os dias de hoje, o 3º BAEP foi responsável pela apreensão de 35% das drogas e 25% das armas de fogo retiradas das mãos dos criminosos do Vale do Paraíba, da Serra da Mantiqueira e do Litoral Norte.

                  O Batalhão, sediado em São José dos Campos, conta com o efetivo de 140 policiais militares, mas deverá ser ampliado com a criação da 3ª CAEP (Companhia de Ações Especiais de Polícia) que será instalada em junho deste ano, na cidade de Taubaté. A 3ª CAEP contará com um efetivo de mais de 100 homens e mulheres, o quê ampliará o poder de combate ao crime da PM na região do Vale Histórico e na Serra da Mantiqueira.

              Isso representa um ganho real para a segurança pública na RM Vale, pois as equipes policiais não precisarão mais perder tanto tempo se deslocando de São José dos Campos (sede do 3º BAEP) até o Vale Histórico e a Serra da Mantiqueira.

               A atuação do Canil e da Cavalaria também representarão um grande ganho para a segurança pública local. O Canil ampliará a capacidade de localização de drogas e de procura de pessoas perdidas ou foragidas da justiça. A Cavalaria ampliará a capacidade de policiamento em grandes eventos, e ainda aumentará a capacidade de dispersão de turbas de pessoas nas Ações de Controle de Distúrbios Civis (CDC).

               A RM Vale é uma região progressista e importante para o Brasil. O investimento na melhoria da sua segurança, além de uma questão de justiça social, é uma pauta estratégica para qualquer governo que pretenda atrair investimentos nacionais e estrangeiros.

               Ganha a nossa população.

               Ganha o Brasil.

               Estamos todos de parabéns

               Salve o 3º BAEP !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *